4 de julho de 2010

O caso mais rápido de evolução registrado


Os tibetanos vivem em altitudes de 4 km, respirando um ar que contém 40% menos oxigênio do que o ar do nível do mar, mesmo assim sofrem bem pouco do mal-estar das montanhas.

A razão, de acordo com um time de biologistas da China, é a evolução humana, no que pode ser o exemplo mais recente e rápido detectado até agora.

A descoberta explica por que os tibetanos não sofrem do mal-estar da montanha, mas levanta a questão de como compensar a falta de oxigênio não se fazendo células vermelhas extras no sangue.


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...