13 de setembro de 2010

As espécies de peixe mais ameaçadas pela pesca


Desde que o homem se tornou um caçador-coletor, ele usa peixe para sua alimentação. Hoje em dia, o peixe está na moda, porque é saudável, fonte de proteína de baixo teor de gordura, por isso todo mundo está correndo para a peixaria para seus semanais peixes gordurosos de duas porções por semana. No entanto, se as coisas continuarem como estão, algumas das espécies mais conhecidas na prateleira da peixaria podem desaparecer devido à exploração excessiva. Estas são algumas das espécies em maior perigo:
  1. Bacalhau do Atlântico: como se a sobrepesca não fosse suficiente, os métodos utilizados para a captura de bacalhau também pegam peixes imaturos, que não podem ser devolvidos à água para crescer.
  2. Pescada Européia: a pescada é um peixe de crescimento lento, que é uma das favoritas nas mesas de comida mediterrânica, por isso existe o perigo real da sobrepesca e da possível extinção da espécie.
  3. Solha: a pesca da solha envolve arrasto pelo fundo, o que perturba o leito do mar, colocando fontes de alimento para peixes em risco. Os métodos de pesca da solha são particularmente ineficientes - até 80% das capturas é jogado de volta ao mar como captura morta.
  4. Peixe-espada: o crescimento da população diminuiu em até 50% em algumas áreas nos últimos 20 anos, e toda a pesca do peixe-espada é agora considerado insustentável. Além disso, os métodos de pesca utilizados comprometem as tartarugas e alguns mamíferos marinhos.
  5. Haddock: sendo pescado nas mesmas áreas do bacalhau, há ums significante captura de pequenos haddocks, o qual ameaça as reservas.
  6.  Salmão: Intensos métodos de cultivo resultaram na disseminação de doenças para outras espécies de peixes selvagens, colocando o futuro do salmão selvagem em risco inaceitável.

Fonte: Helium

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...