22 de setembro de 2010

Falhas dos direitos humanos atingem movimento anti-pobreza


A Anistia Internacional acusou nesta quarta-feira os líderes mundiais da cúpula da ONU de prejudicar a luta contra a pobreza global, através de seu fracasso em combater as violações dos direitos humanos.

Um maior enfoque sobre os direitos reforçaria os esforços para alcançar um conjunto das principais metas das Nações Unidas para o desenvolvimento, que estão no centro das atenções da cúpula de Nova York, disse o grupo situado em Londres.

"É totalmente inaceitável que os líderes mundiais ainda não concordem em tomar medidas concretas para combater a discriminação e outras violações dos direitos humanos", disse o secretário-geral da Anistia, Salil Shetty.

Essas violações "impedem os ODM (Objetivos de Desenvolvimento do Milênio) de beneficiar aqueles que mais precisam deles", acrescentou.

A Anistia disse que havia bastante evidências de que milhões de pessoas não podem acessar os serviços básicos devido à "discriminação e outras violações dos direitos humanos", que significava que eles foram deixados de fora das iniciativas para alcançar as metas de desenvolvimento.

Apesar disto, não havia um compromisso para futuras ações concretas sobre os direitos humanos na cúpula, que durou três dias, disse o grupo em um comunicado.

Os governos não são obrigados a mostrar se estão cumprindo seus compromissos sobre metas de desenvolvimento ou a garantir que seus esforços sejam consistentes com as obrigações dos direitos humanos, disse a Anistia.

"Na verdade, os líderes mundiais estão nos pedindo para confiar neles, uma demanda incrível quando vemos a diferença entre o que eles são obrigados a fazer e o que eles têm distribuído", diz Shetty.

A cúpula visa encontrar formas de financiar e dar um novo impulso político para as oito metas de desenvolvimento. Elas foram criadas em 2000, mas agora a maioria dos especialistas prevêem que não serão alcançadas até à data limite de 2015.

As metas incluem reduzir a pobreza extrema pela metade, reduzir em dois terços o número de crianças que morrem antes dos cinco anos e difundir o progresso tecnológico.


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...