15 de setembro de 2010

Produtos químicos em piscinas de ambientes fechados podem aumentar o risco de câncer


Nadar em piscinas com cloro em ambientes fechados pode induzir a genotoxicidade (danos ao DNA que podem levar ao câncer), bem como efeitos respiratórios, mas os efeitos positivos da natação para a saúde ainda podem ser mantidos pela redução dos níveis de substâncias químicas da piscina, que estão por trás desses potenciais riscos à saúde, de acordo com um novo estudo da Environmental Health Perspectives (EHP). Este estudo é o primeiro a apresentar uma caracterização global dos subprodutos (DBPs) em um ambiente de piscina em lugar fechado e os primeiros a estudar a genotoxicidade de exposição a estas substâncias químicas entre os nadadores em uma piscina clorada. Evidências de efeitos genotóxicos foram vistos em 49 adultos saudáveis após eles nadarem durante 40 minutos na piscina clorada. Especificamente, os investigadores encontraram aumentos de dois biomarcadores de genotoxicidade em relação à concentração dos tipos mais comuns de DBPs no ar expirado, que foram utilizados como uma medida de exposição dos banhistas. Os biomarcadores que aumentaram foram de micronúcleos em linfócitos do sangue, que têm sido associados com o risco de câncer em indivíduos saudáveis, e mutagenicidade de urina, que é um biomarcador de exposição a agentes genotóxicos. Além disso, os autores identificaram mais de 100 DBPs nas águas da piscina, alguns nunca relatados antes em água de piscinas e / ou água clorada para beber. Em ensaios in vitro mostraram que a água da piscina foi mutagênica em níveis semelhantes ao da água potável, mas foi mais citotóxica (pode matar células em uma concentração mais baixa) do que a água potável.


Fonte: Science Daily

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...