26 de outubro de 2010

Descoberta de receptores gustativos nos pulmões pode ajudar no tratamento de asma


É uma descoberta tão inesperada que mesmo os cientistas que a encontraram eram céticos no começo.

Uma equipe de pesquisadores da Universidade de Maryland School of Medicine, em Baltimore descobriu por acidente receptores gustativos funcionando nos pulmões durante um estudo independente de receptores musculares do pulmão.

Os receptores gustativos nos pulmões são os mesmos da língua. Os receptores da língua são agrupados em papilas gustativas, que enviam sinais ao cérebro. Os pesquisadores dizem que no pulmão, os receptores de sabor não são agrupados em papilas e não enviam sinais ao cérebro, mesmo assim eles respondem a substâncias que têm um gosto amargo.

A maioria dos venenos de base vegetal são amargos, então os pesquisadores pensaram que o efeito dos receptores gustativos do pulmão era semelhante aos da língua - para alertar contra venenos. "Pensei que os receptores de sabor amargo nos pulmões poderiam levar a uma resposta de luta e fuga a um inalante tóxico, causando sensação de aperto torácico e tosse, assim você iria deixar o ambiente tóxico, mas não é isso que encontramos", diz o Dr. Liggett.

Os pesquisadores testaram algumas substâncias amargas padrão conhecido por ativar esses receptores. "Acontece que os compostos amargos trabalharam no sentido oposto do que pensávamos", diz Liggett. "Todos eles abriram as vias aéreas mais profundamente do que qualquer droga conhecida que temos para o tratamento de asma ou de doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC)". Liggett diz que esta observação pode ter implicações para novas terapias. "Novas drogas para tratar a asma, enfisema ou bronquite crônica são necessárias", diz ele. "Isso pode substituir ou melhorar o que já está em uso, e representa uma abordagem completamente nova."

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...