7 de outubro de 2010

Ervas medicinais irão desaparecer da União Européia


É quase um negócio fechado. Estamos prestes a ver preparações à base de plantas desaparecem, e a capacidade de herbalistas de receitá-las também será perdida.
A indústria farmacêutica quase atingiu a linha de chegada da sua luta de décadas para eliminar toda a concorrência. A partir de 01 de abril de 2011, menos de oito meses a partir de agora, praticamente todas as plantas medicinais se tornarão ilegais na União Européia. A abordagem dos Estados Unidos é um pouco diferente, mas isso está tendo o mesmo efeito devastador. As pessoas tornaram-se nada mais do que fossas para qualquer lavagem que a indústria farmacêutica e os Agronegócios optarem por enviar a nós, e não temos outra opção senão a de pagar qualquer taxa que eles quiserem.

Não importa se a erva tem sido utilizada de forma segura e eficaz durante milhares de anos. Ela será tratada como se fosse uma droga. Naturalmente, as ervas estão muito longe disso. São preparações feitas a partir de fontes biológicas. Elas não são, necessariamente, purificadas, pois isso pode mudar sua natureza e eficácia, assim como acontece nos alimentos. É uma distorção de sua natureza e a natureza da fitoterapia para tratá-los como drogas. Isso, claro, não faz diferença para o edifício da União Européia governado pela grande indústria farmacêutica, que consagrou o corporativismo na sua constituição.

2 comentários:

Gilberto Antônio Silva disse...

Onde estão as referências? Precisamos de números de leis, resoluções, nomes de órgãos oficiais. Do jeito que está, é só FOFOCA.

Já li sobre o Codex várias vezes, mas NENHUM lugar traz referências sólidas. Se alimetos orgânicos vão desaparecer, ONDE está escrito isso no Codex? Ninguém mostra. Já baixei e li várias partes dele e não vi nada de perigoso para a humanidade. Está na hora das denúncias serem referenciadas, para serem aceitáveis. Ao se passar apenas fofocas, estamos ajudando a Nova Ordem Mundial em seus planos...

Èric disse...

Sr. Gilberto.
Esta notícia se baseia em uma notícia do site gaia-health.com. Esta notícia foi escrita por Heidi Stevenson, e ele se refere aos processos de lei que ainda não foram regulamentados mas estão em fase de análise, e ele retirou esta informação da European Directive on Traditional Herbal Medicinal Products (Diretriz Européia em Produtos Medicinais Herbais Tradicionais).
Você procurou esta directiva no Parlamento Europeu? Pois é lá que você vai encontrar estas informações.
Você pode acessar estes sites para maiores informações:
http://eur-lex.europa.eu/LexUriServ/LexUriServ.do?uri=OJ:L:2004:136:0085:0090:en:PDF

e

http://www.anh-europe.org/news/anh-press-release-anh-set-to-challenge-eu-herb-law

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...