2 de outubro de 2010

Estaríamos criando uma geração de idiotas?


Alunos de segunda série que não conseguem amarrar os sapatos ou fechar os zíperes das jaquetas. Crianças com quatro anos de idade usando fraldas. Crianças de cinco anos de idade em carrinhos. Adolescentes e pré-adolescentes confusos com abridores de lata e bandejas de cubo de gelo. Estudantes universitários que nunca lavaram roupa, pegaram um ônibus sozinhos ou colocaram um endereço em um envelope.

Será que estamos criando uma geração de patetas? E temos apenas a nós mesmos para culpar? Ou será que isso é simplesmente o resultado de crianças que crescem com a tecnologia de "apertar botão" em uma época com dispositivos mecânicos sendo gradualmente substituídos pela eletrônica?

Maushart Susan, mãe de três filhos, diz que sua filha adolescente "literalmente, não sabe como usar um abridor de lata. A maioria das latas vêm com 'abridores fáceis' hoje em dia. Vejo-a pegando uma lata que requer um abridor de lata, e seus ombros caem e ela busca outra coisa."

Os adolescentes estão tão acostumados a jogar suas roupas no chão ou pendurá-las em ganchos que Maushart diz que seus "filhos realmente lutam com a mecânica de um cabide de roupas".

Muitas crianças nunca aprenderam a fazer as tarefas domésticas comuns. Elas não têm tarefas. Refeições fora de casa têm substituído a comida caseira. E as famílias ocupadas que podem pagar, muitas vezes terceirizam a limpeza da casa e o cuidado do gramado.

Mark Bauerlein, autor do best-seller "A geração mais estúpida" (The Dumbest Generation), que afirma que a cibercultura está transformando os jovens em pessoas que não sabem de nada, diz que "a ausência da tecnologia" confunde as crianças confrontados com tarefas simples de mecânica.

Fonte: Boston

Um comentário:

Gonçalo disse...

Eu não estou muito de acordo com esta teoria. Porque isto não traduz mais do que a mera e necessitada evolução. A maioria das pessoas tb não sabe usar um arco para atirar setas porque existem armas mais efecientes e que basta um premir do gatilho, não sabe andar de cavalo porque o carro é bem mais facil, comodo e rapido, nao sabe funcionar com um forno a lenha porque já existem os electricos que o podem substituir. E isto tudo contribui para a melhor qualidade de vida. A tecnologia, hoje em dia, é a unica componente nas nossas vidas que contribui para o desenvolvimento da qualidade de vida. Um miudo não consegue escrever o endereço num envelope, mas provavelmente consegue mandar e-mails com centenas de coisas que a maioria das pessoas nao sabe. Será isto estupidez? Eu chamo-lhe apenas evolução.Porque uma coisa é certa, a sociedade tende cada vez mais para a extinção deste tipo de coisas mais mecânicas e, quando elas deixarem de existir, sao estes miudos que vao estar la, estes miudos que nao precisam de saber trabalhar com elas porque tem coisas mais importantes com que se preocupar. Tal como nós já não precisamos de saber caçar para comer animais selvagens...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...