12 de outubro de 2010

Periódico de medicina britânico diz que maconha deveria ser legalizada


Um editorial do British Medical Journal sugere que a venda da maconha deve ser licenciada como o álcool, porque a proibição não funcionou.
Proibir cannabis aumentou a violência relacionada com a droga, porque a aplicação fez "o mercado ilícito um prêmio valioso para os grupos criminosos que o disputam".
Um aumento do orçamento anti-drogas nos EUA para US$ 18 bilhões entre 1981 e 2002 não conseguiram conter o mercado para a droga.
De fato, detenções de drogas relacionadas à cannabis nos EUA aumentaram de 350.000 em 1990 para mais de 800.000 por ano até 2006, com apreensões quintuplicando em 1,1 milhões de quilos.
O editorial, escrito pelo professor Robin Room da Universidade de Melbourne, disse: "Em alguns lugares, os instrumentos de controle estatal - como os regimes de licenciamento, inspetores e pontos de venda controlados pelo governo - ainda estão em uso para o álcool e estes poderiam ser estendidos para cobrir a maconha ".

O editorial conclui: "O desafio para os pesquisadores e analistas de política agora é de aprofundar os detalhes de regimes efetivos de regulação, como foi feito na iminência da revogação do EUA para a proibição do álcool."

Ativistas criticaram o editorial. Mary Brett, uma professora de biologia reformada, disse: "Toda a verdade sobre os efeitos prejudiciais da cannabis, principalmente para os nossos filhos com seus cérebros ainda em desenvolvimento, nunca foi devidamente divulgada."

Fonte: Telegraph

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...