29 de novembro de 2010

Cidadãos europeus lutam contra o sistema


Medidas de austeridade levam 100.000 manifestantes às ruas na Irlanda, outros 100.000 na Itália, e outros países como Espanha, Portugal, Reino Unido, Grécia e França também se uniram contra o sistema bancário internacional.

Estes novos protestos na Irlanda e na Itália seguem uma greve paralisante de 2 semanas na França, onde os cidadãos tomaram conta de refinarias de combustível e outras infra-estruturas vitais, mais ataques na Grécia onde dominaram a Acrópole, e um grande protesto estudantil no Reino Unido, que causou danos físicos nos prédios do governo. Todas estas manifestações foram desencadeadas devido aos governos reduzirem os benefícios ou aumentar taxas e impostos sobre uma população que tinha pouco a ver com o jogo de bancos privados.

Estes protestos europeus intensificam-se enquanto os banqueiros internacionais se movimentam para recolher a sua "libra de carne" através de austeridade e venda de bens públicos. Como os europeus estão se tornando cientes do duvidoso plano para saqueá-los e a raiva dos seus funcionários corruptos eleitos por se curvarem aos bancos chegou a um ponto de ebulição. Em todos os casos, os governos estão aplicando medidas de austeridade nas pessoas após os bancos privados excessivamente alavancarem-se ao ponto de quebrar, ameaçando derrubar nações inteiras.

Um comentário:

Josimar disse...

O humanidade está despertando do sono profundo, contra esse sistema inssusntentável, de manipulação e controle, a elite não vai conseguir concluir a agenda da nova ordem mundial escravagista.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...