27 de janeiro de 2011

Obama afirma vitória no Paquistão


O presidente Barack Obama afirma que as forças lideradas pelos EUA derrubaram acampamentos dos militantes pró-Al-Qaeda no Paquistão, enquanto ataques com drones (aeronaves pilotadas à distância) não autorizados dos EUA continuam a matar civis no país.

Obama disse em seu discurso do Estado da União em Washington na terça-feira que militantes ligados à Al-Qaeda estavam sob maior pressão no Paquistão.

"Seus líderes e agentes estão sendo retirados do campo de batalha. Seus lugares seguros estão diminuindo ", disse Obama.

"E nós temos uma mensagem enviada a partir da fronteira com o Afeganistão para a Península Arábica a todas as partes do globo: nós não vamos ceder, não vamos vacilar e nós os derrotaremos."

Os comentários são feitos enquanto a Agência Central de Inteligência dos EUA tem aumentado o número de ataques aéreos não-autorizados pela ONU em certas áreas do Paquistão.

No ano passado, os EUA realizaram mais de 120 ataques no Paquistão, matando quase 1.200 pessoas.

Os ataques aéreos, iniciados pelo ex-presidente dos EUA, George W. Bush, se intensificaram na administração Obama. Washington afirma que ataques aéreos têm como alvo os militares, mas a maioria dos ataques resultaram em mortes de civis.

Segundo fontes paquistanesas, os ataques com drones mataram quase 50 civis para cada militar que se dirigiam - dando-lhes uma taxa de acerto de dois por cento.

A questão das mortes de civis tem alimentado sentimentos anti-americanos no Paquistão e deixou as relações mais tensas entre Islamabad e Washington.

O governo paquistanês condenou repetidamente os ataques, alegando que elas violam a soberania do país.

As Nações Unidas afirmam que os ataques operados pelos EUA no Paquistão são um desafio crescente para a regra do direito internacional.

O enviado especial da ONU sobre execuções extrajudiciais Philip Alston, disse em um relatório em Outubro de 2010 que os ataques foram minando as regras destinadas a proteger o direito à vida.

Alston também disse temer que as mortes causadas pelos drones da CIA poderiam desenvolver uma mentalidade "play station ".

Milhares de paquistaneses perderam a vida desde que o ex-ditador militar Pervez Musharraf se juntou à chamada guerra liderada pelos EUA contra o terrorismo após os ataques de 11 de setembro de 2001 em Nova York e Washington.

Fonte: Press TV

2 comentários:

Max disse...

Vitória no Afeganistão?
O importante é estar convencido...

Kimera disse...

Boas, gostava de falar com você sobre uma possivel parceria entre os nossos sites. Aqui está o meu e-mail fabio_gab@hotmail.com

Obrigado, aguardo resposta

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...