18 de março de 2011

Terapia genética reverte sintomas do mal de Parkinson


A terapia genética chamada NLX-P101 reduz drasticamente a limitação de movimento em doentes de Parkinson, segundo os resultados de um estudo de Fase 2 publicado hoje na revista Lancet Neurology. A abordagem introduz um gene no cérebro que normaliza a sinalização química.

O estudo é a primeira experiência clínica randomizada, duplo-cega de sucesso para uma terapia genética de Parkinson ou qualquer outro distúrbio neurológico, e representa o culminar de 20 anos de pesquisa e estudos dos co-autores Dr. Michael Kaplitt, vice-presidente para a investigação no Departamento de Cirurgia Neurológica do Weill Cornell Medical College e um neurocirurgião no NewYork-Presbyterian Hospital / Weill Cornell Medical Center, e também o Dr. Matthew During, inicialmente na Universidade de Yale e agora professor de virologia molecular, imunologia e genética médica, neurociência e cirurgia neurológica na Universidade Estadual de Ohio.

"Os pacientes que receberam NLX-P101 mostraram uma redução significativa dos sintomas motores do Parkinson, incluindo tremor, rigidez e dificuldade para iniciar o movimento," diz o Dr. Kaplitt, que foi pioneiro na abordagem e ajudou a projetar o ensaio clínico. "Isto não só confirma os resultados de nosso estudo de fase 1 realizada em NewYork-Presbyterian/Weill Cornell, mas também representa um marco importante no desenvolvimento da terapia genética para uma ampla gama de doenças neurológicas."

Fonte: Science Daily

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...