19 de abril de 2011

Memorandos secretos expõem ligação entre as empresas de petróleo e invasão do Iraque


Documentos do governo britânico mostram que os planos para explorar as reservas de petróleo do Iraque foram discutidos por ministros do governo e as maiores empresas de petróleo do mundo, no ano anterior em que a Grã-Bretanha teve um papel fundamental na invasão do Iraque.

Os documentos, revelados pela primeira vez, levantam novas questões sobre o envolvimento britânico na guerra, que tinha dividido o gabinete de Tony Blair e foi votado apenas após as alegações de que Saddam Hussein tinha armas de destruição em massa.

As actas de uma série de reuniões entre ministros e altos executivos do petróleo estão em desacordo com as negações a respeito do interesse próprio das companhias petrolíferas e os governos ocidentais na época.

Mais de 1.000 documentos foram obtidos no âmbito da Liberdade de Informação, em cinco anos pelo militante do petróleo Greg Muttitt. Eles revelam que pelo menos cinco reuniões foram realizadas entre os funcionários, ministros e a BP e Shell no final de 2002.

O sr. Muttitt, autor do livro Fuel on Fire, disse: "Antes da guerra, o Governo fez um grande esforço para insistir que não tinha interesse no petróleo do Iraque. Esses documentos fornecem a evidência que desmente essas afirmações."

"Vemos que o petróleo foi de fato uma das maiores considerações estratégicas do governo, e secretamente conivente com as companhias de petróleo para dar-lhes acesso a esse prêmio enorme."


Um comentário:

DEXTRA disse...

Olá a todos.

Também sou blogueiro e frequento este blog há um tempo.

O meu blog contém um agregador que reúne 140 feeds (com cinco manchetes cada um) de páginas da internet no mundo todo, alguns em português.

O Notícias Alternativas está lá, confiram: http://veradextra.blogspot.com/

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...