10 de abril de 2011

Tai Chi melhora o tratamento para depressão em idosos



O tai chi chuan existe há séculos e os seus inúmeros benefícios ao bem-estar têm sido reconhecidos por muito tempo. A investigação continua para descobrir o papel do tai chi para enfrentar doenças modernas. Um estudo recentemente publicado no American Journal of Geriatric Psychiatry concluiu que exercícios semanais de tai chi são benéficos para pacientes idosos em tratamento para depressão. Segundo a Dra. Helen Lavretsky, principal autora e professora em residência de psiquiatria da UCLA, este é o primeiro estudo a estabelecer o papel do tai chi no tratamento da depressão de início tardio.

Pesquisadores da UCLA estudaram um total de 112 adultos, 60 anos ou mais, todos tratados inicialmente com o antidepressivo escitalopram. Após quatro semanas de medicação, quase dois terços dos participantes ainda tinham alta escala de depressão. Esses pacientes foram divididos aleatoriamente em dez semanas de aulas de tai chi ou uma classe de educação em saúde. Ambos os cursos foram ministrados mais de duas horas, uma vez por semana. Na conclusão do período de dez semanas, 94 por cento dos praticantes de tai chi demonstraram melhora significativa, em comparação com apenas 77 por cento na classe de educação em saúde. A presença regular nos cursos também significou que os pacientes estavam gastando o tempo com outras pessoas. Essa interação social provavelmente adicionada à melhora observada nos dois grupos.

O grupo de tai chi também experimentou melhora na cognição e memória e os níveis de energia aumentaram, e relataram uma melhor qualidade de vida. Além disso, exames de sangue revelaram uma redução nos marcadores de inflamação. "No total, os efeitos foram bastante dramáticos", disse a Dra. Lavretsky. "Se um psiquiatra fosse adicionar um exercício como o tai chi ... isso seria uma coisa muito benéfica, em vez de adicionar uma outra droga."

O tai chi chuan envolve o fluir através de uma série de posturas que são coordenadas com a respiração profunda. A atenção que ele requer efetivamente absorve um indivíduo em um estado meditativo. Todas as articulações e grandes grupos musculares são exercidos de forma contínua, sem a tensão que pode vir de atividades de alto impacto, fazendo o tai chi ser adequado para pessoas de praticamente todas as idades e níveis de aptidão. Ainda assim, a intensidade depende do estilo de Tai Chi que é praticado. Este estudo utilizou uma forma de Tai Chi conhecida como tai chi chih, que se limita a dezenove movimentos e uma pose.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...