9 de junho de 2011

Gênero humano pode ter tido origem na Ásia, e não na África como pensavam


A maioria dos paleontólogos têm favorecido uma origem Africana para o potencial ancestral humano, o Homo erectus. Mas novas evidências mostram que a espécie ocupou um local da Ásia Ocidental chamado Dmanisi há 1,85 a 1,77 milhões de anos atrás, ao mesmo tempo ou um pouco antes das primeiras evidências dessa espécie humanóide na África, diz Reid Ferring, geólogo da Universidade de North Texas em Denton, e seus colegas.

"Dmanisi foi ocupado várias vezes por cerca de 80.000 anos e apoiou uma população que estava bem estabelecida e provavelmente completamente móvel", diz Ferring.

A evidência permanece escassa para a origem geográfica do gênero Homo, diz o antropólogo Bernard Wood, da George Washington University, em Washington DC. Vários cenários de evolução do Homo são possíveis, e é possível que o gênero da humanidade teve o seu início na Ásia, com o H. erectus.

Os pesquisadores abandonaram a visão de longa data que um hominídeo de cérebro pequeno da África Oriental conhecido como Homo habilis, que surgiu cerca de 2,4 milhões de anos, evoluiu para o Homo erectus. Recentes descobertas de fósseis mostram que as duas espécies coexistiram no leste da África durante vários milhares de anos, e isso minou a suposição. A equipe de Ferring suspeita que um hominídeo africano ainda não identificado chegou na Ásia antes de 1,85 milhões de anos atrás e evoliu para o Homo erectus.

As medições das inversões do campo magnético da Terra e da taxa de decaimento do elemento argônio em uma série de camadas de cinzas vulcânicas forneceram estimativas de idade para as novas descobertas.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...