2 de junho de 2011

A Terra está sofrendo a sexta extinção em massa: nós somos os culpados


As criaturas da terra estão à beira de uma sexta extinção em massa, comparável à que teria extinguido os dinossauros. Essa é a conclusão de um novo estudo, que calcula que três quartos das espécies animais de hoje poderiam desaparecer dentro de 300 anos. "Esta é realmente uma coisa melancólica e deprimente", diz o principal autor do estudo, Anthony Barnosky, paleobiólogo da Universidade da Califórnia, Berkeley. "Mas a boa notícia é que não chegamos tão longe no caminho que é inevitável."

As espécies naturalmente vêm e vão durante longos períodos de tempo. Mas o que define uma extinção em massa é que três quartos de todas as espécies desaparecem rapidamente. A Terra já sofreu cinco extinções em massa, incluindo o asteróide que eliminou os dinossauros e outras criaturas, 65 milhões de anos atrás. Os ambientalistas têm alertado há anos que estamos no meio de uma sexta extinção, causada pelo homem, desde espécies de rãs até as aves e tigres ameaçados pela mudança climática, doenças, perda de habitat e competição por recursos com espécies não-nativas.

O quadro fica ainda mais sinistro, quando todos os mamíferos atualmente ameaçadas ou em extinção são adicionados à conta. Se todos aqueles desaparecerem dentro de um século, então, por 334 anos a partir de agora, 75% de todas as espécies de mamíferos terão desaparecido, diz Barnosky. "Olhe para fora de sua janela. Imagine tirar três quartos dos seres vivos que você vê e se pergunte se você quer viver nesse mundo."

A equipe completa os mesmos métodos de análise para os anfíbios, répteis, aves, plantas, moluscos, e outras formas de vida. Eles encontraram padrões bastante consistentes: a partir de anfíbios para as aves e mamíferos, cerca de 1% a 2% das espécies já estão extintas hoje, e 20% a 50% estão ameaçadas, números que se aproximam as das grandes extinções em massa do passado. "O nosso melhor palpite é que a taxa de extinção atual é entre três a 80 vezes demasiado elevado", mesmo sem contar com todas as espécies ameaçadas, diz Barnosky. "Assumindo que as espécies ameaçadas efetivamente forem extintas, que não é inevitável, coloca a taxa de extinção fora das cartas."

3 comentários:

Anônimo disse...

Sinceramente!Me parece que carecemos de um melhor entendimento sobre!E se foi extinto 5 vezes e hoje temos essa fauna e flora tão estupenda.7 bilhoes de seres humanos botando pra quebrar o planeta! Algo deve estar muito certo ou totalmente errado?Não! é melhor escolher o meio termo!E também talvez nesse momento fosse apropriado um terço dos seres humanos serem"espirrados daqui"Os que ficarem talvez pensem melhor e mudem suas formas de tratar o planeta,seus seres e irmãos! Abraço Fraterno

Kelvin disse...

esse cara aí de cima deve ser um illuminati --'. não adianta exterminar ninguem, você acha que algum ser humano vai ter consciencia de que o bem estar natural é melhor do que o bem estar dele? fico triste por tudo que está acontecendo, mas já é algo impossivel de se parar. um dia a raça humana vai ser extinta como todas as outras... e novas surgirão. Kelvin Dias. k.yfd@hotmail.com

Èric disse...

Concordo com Kelvin.
"Abraço fraterno" me soou com algo de seita secreta...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...