27 de outubro de 2011

Agentes federais ordenam que YouTube remova vídeo por conter 'crítica ao governo'



O número de pedidos de fechamento recebidos pelo Google das autoridades com sede nos Estados Unidos aumentou dramaticamente ao longo do ano passado, com demandas para remover informações, incluindo vídeos contendo "críticas ao governo", aumentando em 70 por cento.

"Nos EUA, o Google recebeu 757 pedidos de fechamento em seus sites e serviços, até 70 por cento a partir do segundo semestre do ano passado", relata o site de tecnologia V3.co.uk.

"As autoridades dos EUA também pediram a remoção de 113 vídeos do YouTube, incluindo várias brutalidades policiais documentandas que o Google se recusou a levar apagar."

Os números são revelados no relatório de transparência recém-lançado do Google, que também detalha como o número de "pedidos de dados de usuários" pelas autoridades dos EUA aumentou 29 por cento em comparação com o último período de relatório.

O motivo apresentado  para a remoção de um vídeo no YouTube em um exemplo é "crítica ao governo". A identidade exata ou o conteúdo do vídeo não é divulgada. O relatório afirma que os pedidos de remoção relativos a "brutalidade policial" foram feitas por motivos de "difamação" e estão incluídas nessa categoria separada, ou seja, a ordem de fechamento em razão da "crítica ao governo" foi feita pelo "executivo", ou seja, o governo federal.

Na Grã-Bretanha, um total de 135 vídeos foram retirados do YouTube em razão da "segurança nacional" e 43 resultados da busca na web também foram penalizadas por decreto governamental.

Estes números ilustram a forma como os governos, particularmente os Estados Unidos e a Grã-Bretanha, estão ficando mais agressivo na promoção da censura na web conforme o estado cada vez mais tenta estrangular o último bastião da liberdade de expressão verdadeira, a Internet, e conforme as autoridades, simultaneamente, tentam avançar as medidas draconianas de cibersegurança que poderiam entregá-los o controle completo sobre a WWW.

Fonte: Prision Planet

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...