2 de março de 2013

Crianças com autismo mostram mais comportamentos sociais positivos quando animais estão presentes




A presença de um animal pode aumentar significativamente comportamentos sociais positivos em crianças com transtornos do espectro autista (ASD), de acordo com uma pesquisa da Universidade de Queensland, na Austrália.

Os autores compararam como crianças de 5-13 anos de idade com ASD interagiam com os adultos e o desenvolvimento típico de seus colegas, na presença de duas cobaias (porquinhos-da-índia), em relação a brinquedos. Eles descobriram que, na presença de animais, crianças com ASD demonstraram comportamentos mais sociais como falar, olhar para rostos e fazer contato físico. Eles também foram mais receptivos aos avanços sociais de seus colegas na presença dos animais do que quando brincavam com brinquedos. A presença de animais também aumentou os casos de comportamento de sorriso e risadas, e reduziu o franzir da testa, lamentar-se e chorar em crianças com ASD mais do que os brinquedos fizeram.

Estudos anteriores demonstraram que as pessoas são mais propensas a receber aberturas de amizade de estranhos ao caminhar com um cachorro do que ao andar sozinho, e efeitos semelhantes foram observados em pessoas segurando pequenos animais como coelhos e tartarugas. Os autores sugerem que este efeito de 'lubrificante social' dos animais em interações sociais humanas podem ser particularmente importantes para os indivíduos com deficiência sócio-emocionais.

Fonte: MedicalXpress

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...