22 de março de 2013

Estudo comprova que chocolate natural pode reduzir a pressão arterial



Um crescente corpo de pesquisa está emergindo para mostrar que comer chocolate realmente pode baixar a pressão arterial.


Pesquisadores suspeitam há muitos anos que o chocolate pode ter um efeito benéfico sobre a pressão arterial, desde a descoberta de que o povo indígena Kuna da ilha de San Blas da América Central tem a pressão arterial normal bem na idade avançada. Uma das diferenças principais entre o estilo de vida tradicional dos Kuna e seus parentes urbanos, é que no tradicional os Kunas bebem enormes quantidades de cacau essencialmente inalterado (natural).

Os estudos de laboratório mais tarde confirmaram que um grupo de produtos químicos que se encontram naturalmente no chocolate, chamado de flavanóides, pode ter um efeito benéfico sobre a pressão sanguínea. Os cientistas acreditam que os flavanóides fazem o óxido nítrico se formar no corpo, o que por sua vez abre e relaxa os vasos sanguíneos.

Mas, até recentemente, tem havido poucas evidências experimentais que sugerem que o benefício pode ser obtido simplesmente por comer chocolate processado (industrializado) vendido em lojas.

Então, em agosto de 2012, pesquisadores do Instituto Nacional de Medicina Integrativa, em Melbourne, Austrália, e da Universidade de Adelaide publicaram uma análise de pesquisa na Biblioteca Cochrane constatando que as pessoas que consumiam mais chocolate ou cacau realmente têm pressão arterial mais baixa.

Os pesquisadores analisaram os resultados de 20 estudos separados envolvendo um total de 856 pessoas que foram alimentados com entre três a 100 gramas de chocolate ou cacau em pó a cada dia, contendo entre 30 e 1.080 mg de flavonóides totais. Todos os estudos duraram entre duas e oito semanas, com exceção de um, que durou 18 semanas.

Em média, os participantes que consumiam o chocolate tiveram suas pressões arteriais abaixadas em 2-3 mmHg, em comparação com os participantes que receberam placebos. Nos ensaios em que o grupo de placebo consistia de pessoas alimentadas de chocolate livre de flavonóides, a queda de pressão relativa de sangue no grupo experimental ficou ainda maior (3-4 mmHg).

"Embora nós ainda não temos evidências para a queda sustentada da pressão arterial, a pequena redução vista no curto prazo pode complementar outras opções de tratamento e pode contribuir para a redução do risco de doença cardiovascular", disse a pesquisadora Karin Ried.

Outra evidência vem de um grande estudo longitudinal conduzido por pesquisadores do Instituto Alemão de Nutrição Humana e publicado no European Heart Journal em março 2010. Os pesquisadores coletaram informações dietéticas de 19.357 pessoas, todos eles estavam entre as idades de 35 e 65, não tinham histórico de ataque cardíaco ou acidente vascular cerebral e não estavam tomando medicamentos para pressão. Eles descobriram que os pacientes que consumiram mais chocolate (uma média de 7,5 gramas por dia) apresentaram pressão arterial cerca de um mmHg inferior do que os participantes que consumiram menos (uma média de 1,7 gramas por dia).

Nos oito anos após o estudo, os pesquisadores descobriram que os participantes que tiveram mais chocolate eram significativamente menos propensos a sofrer ataques cardíacos ou acidentes vasculares cerebrais, e que as diferenças na pressão arterial foi responsável por 12 por cento deste risco.

"O consumo de chocolate parece reduzir o risco de doença cardiovascular, em parte através da redução da pressão arterial", escreveram os pesquisadores.

Fonte: Natural News

2 comentários:

mario disse...

Mas não seria pelo prazer de comer chocolate, que acalma e, consequentemente, abaixa a pressão, quando os irritados, ansiosos, nervosos tem naturalmente sua pressão elevada ? ... É preciso verificar, pesquisar isso...

Èric disse...

A própria pesquisa elimina esse fator. Os sujeitos do estudo ingeriam cacau em pó, um grupo com cacau em pó rico em flavonóides e o outro sem flavonóides.
O fator psicológico deve ter uma influência sim, mas neste caso, o principal mesmo são os flavonóides.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...