9 de março de 2013

Os Fenícios descobriram a América 2000 anos antes de Colombo?



Colombo, creditado pela descoberta das Américas, pode não ter sido o primeiro a colocar os pés no continente, diz um explorador britânico, alegando que fenícios chegaram 2.000 anos antes dele.


Cristóvão Colombo, o explorador da Renascença, encontrou fama e fortuna por sair do "Velho Mundo" e descobrir o "Novo Mundo", cruzando as grandes águas desconhecidas entre Espanha e no Caribe em 1492.

Em uma ambiciosa viagem que poderia desafiar a história marítima, o ex-oficial da Marinha Real Philip Beale espera navegar com uma réplica de um barco fenício por 10.000 quilômetros sobre o Atlântico.

Beale tem como objetivo demonstrar que os fenícios - uma civilização semita que prosperou entre 1500 aC e 300 aC na costa do Mediterrâneo - foram os primeiros a partir para as Américas, segundo a CNN.

"É uma das maiores viagens da humanidade e se alguém poderia ter feito isso [antes de Colombo], foram os fenícios", disse Beale.

"De todas as civilizações antigas eles eram os maiores marítimos - o Líbano tinha árvores de cedro perfeitas para a construção de barcos fortes, eles foram os primeiros a usar pregos de ferro, e eles tinham conhecimento da astrologia e das correntes", disse ele.

A perspectiva de uma embarcação de 50 toneladas de madeira idêntica à construída há 2.600 anos através do Atlântico pode parecer audaciosa.

No entanto, Beale já navegou a réplica - nomeada de O Fenício - ao redor da África em 2010, em uma tentativa de demonstrar que a antiga civilização tinha a capacidade de circunavegar o continente 2.000 anos antes do primeiro europeu que se tem registro, Bartolomeu Dias, em 1488.

O barco fenício cobriu 32 mil quilômetros ao longo de dois anos, fixando vela na Síria em 2008, lutando contra tudo, de seis metros de ondas ao largo da Cabo da Boa Esperança a piratas somalis.

Beale baseou sua busca ambiciosa em uma citação de um historiador grego, Heródoto, que afirmou que os fenícios navegaram ao redor da África, em 600 aC.

Os fenícios eram conhecidos como uma civilização intelectual e trabalhadora que ajudou a desenvolver o alfabeto que ainda usamos hoje, juntamente com suas habilidades sofisticadas marítimas.

Fonte: Phenomenica

2 comentários:

STEFAN-CRISTIAN PINTILIE disse...

A raíz de un estudio reciente encontró que uno de los petroglifos hallados en Del cerro de los Chivos, Tacuichamona, Sinaloa muestra los símbolos de la civilización europea Neolítico (sitio de V, bucraniul (Cabeza de Toro), y peine).
Estos símbolos se transmiten a través del tiempo y se pueden encontrar en estatuillas de arcilla pertenecientes a la cultura del Bronce Edad Zuto Brdo - Garla Mare, y un anillo de sello de bronce encontrado en Seimeni, Dobrogea, Rumania:
https://sites.google.com/site/seimenineoliticsipreneolitic/home

STEFAN-CRISTIAN PINTILIE disse...

Otro de los petroglifos en Mazatlán, Sinaloa, posiblemente realizados en el año 300 aC, es idéntico a los petroglifos realizados en el año 3200 aC y que se encuentra en Newgrange, Irlanda.
https://sites.google.com/site/seimenisatdinneolitic/culturi-precolumbiene---similitudini

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...