18 de abril de 2013

Adultos da atualidade estão tendo doenças 15 anos mais cedo do que seus avós



Adultos de hoje estão ficando com doenças de pessoas mais velhas cada vez mais cedo.


Conforme as vacinas enchem a população com mercúrio e timerosal, conforme culturas geneticamente modificadas alteram o DNA humano, conforme o bisfenol-A em plásticos e revestimentos podem alterar a estrutura hormonal do corpo humano, conforme pesticidas poluem a terra e a água, mais e mais pessoas estão experimentando doenças cada vez mais cedo.

De acordo com as novas descobertas, as pessoas hoje estão sendo diagnosticadas com doenças 33% mais rápido do que seus avós. A idade de 30 tornou-se o novo 45 em relação à doenças. A abundância de doenças sendo diagnosticadas em uma idade precoce significa apenas que a era moderna de medicamentos e produtos químicos não está funcionando e está derrubando a qualidade de vida de inúmeras pessoas, perpetuando a raiz do problema.

O que é que esta tendência sugere?

Se esta geração continuar a fingir que está tudo bem, ensinando seus filhos que o caminho atual está funcionando, então a próxima geração vai crescer dependente de drogas supressoras de sintomas e acolherão doenças já aos 20 anos de idade. Para que uma geração próspera e com a mente clara surja, a raiz do problema precisa ser abordada e ações precisam ser tomadas.

É hora de praticar agricultura orgânica 

Práticas de agricultura orgânica são o futuro. Práticas como cortar pesticidas e eliminar hormônios e esteróides na produção de carne são essenciais para a vitalidade futura. Sementes geneticamente modificadas corporativas devem ser descartadas, pois elas alteram o DNA dos seres humanos. O corpo humano deseja alimentos que não foram modificados, reais e crús. Neste momento crítico, a agricultura biológica deve levantar-se e ser o futuro.

É hora de transparência

Há uma clara necessidade de transparência nos produtos alimentares e bebidas. Assim, muitos produtos afirmam ser naturais, mas são carregados com aditivos tóxicos. Por exemplo, as marcas de pasta de dentes naturais não podem conter fluoreto, mas geralmente contêm lauril sulfato de sódio, que é tóxico.

Pior ainda, muitos produtos alimentares deixam os consumidores completamente no escuro. É hora de rotular os alimentos geneticamente modificados. Corporações como a Monsanto precisam ser mais claras sobre as suas práticas mortais de alterar sementes. Alimentos geneticamente modificados devem ser rotulados para que o consumidor possa tomar uma decisão mais informada. Da mesma forma, empresas como Bayer e Dow precisam estar na frente sobre quais os efeitos que o bisfenol-A (BPA) têm sobre os hormônios nas pessoas.

Educação melhor sobre antibióticos e vacinas

Agora e no futuro, amigos e vizinhos devem confiar uns nos outros para saber mais sobre os benefícios de uma alimentação correta. Vizinhos terão de unir e crescer hortas comunitárias, começar mercados de agricultores e trocar segredos de nutrição e ervas. Eles terão de abandonar os antibióticos e vacinas, uma vez que estas são muletas sobre-abusadas de estabelecimento médico que são altamente contraproducentes ao longo prazo. Os antibióticos matam as bactérias benéficas no intestino. Esta boa flora no intestino promove a digestão saudável, a absorção de nutrientes, e a função imunitária. Uma vez estando em uso de antibióticos, pode-se sentir a necessidade de usá-los a cada temporada de gripe pois o seu próprio corpo já não tem a capacidade de se defender contra patógenos. Comer superalimentos, como espirulina e frutas como goji e schisandra será ainda melhor a longo prazo.

Da mesma forma, a importância de vacinas deve ser questionada. A idéia de vacinação forçada deve ser destruída completamente. Não é só essa idéia tirânica, mas é uma filosofia ignorante considerando os ingredientes tóxicos que estão contidos nelas, como mercúrio e timerosal. Dar às pessoas uma escolha e, em seguida, educá-las sobre prevenção alternativa será a chave para a evolução. Beber chá verde ou consumir raiz de ginseng siberiana são as melhores opções a longo prazo.

Desintoxicação deve tornar-se uma nova auto-disciplina de todos

Para purificar a doença da população, é preciso haver um movimento grande de desintoxicação. A limpeza do corpo com ervas purificadoras de sangue e fígado, como dente de leão, açafrão, e raiz de bardana é uma boa maneira de manter os órgãos puros.

Existem várias maneiras de desintoxicar e afastar as doenças para longe. É hora de começar a acordar sobre estas verdades de saúde simples para salvar o planeta e a própria humanidade.

Fonte: Natural News

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...