10 de maio de 2013

Batons contém altas quantidades de produtos tóxicos



Foi descoberto que os batons contém níveis assustadoramente altos de alumínio, cádmio e chumbo.


Um produto cosmético popular desde tempos imemoriais, o batom tem sido muito utilizado por mulheres em diversas culturas para acentuar a sua feminilidade e emanar suas próprias expressões únicas de elegância e estilo para o mundo exterior. Mas um novo estudo divulgado pela Escola de Saúde Pública da Universidade da Califórnia, em Berkeley (UCB) levanta novas preocupações sobre a segurança do uso de batom convencionais, já que muitos deles contém níveis perigosamente elevados de alumínio, cádmio, chumbo e outros toxinas.

Pesquisadores da UCB testaram 32 batons comuns e gloss amplamente comercializados nas lojas e descobriram que muitos deles são carregados com cádmio, cromo, alumínio e pelo menos cinco outros metais. Publicados na revista Environmental Health Perspectives, os resultados revelaram que as mulheres que usam esses produtos, mesmo em níveis modestos, poderiam ter aumentado o risco de desenvolver uma série de problemas de saúde potenciais, incluindo desconforto gastrointestinal, danos nos nervos e câncer.

"Batom e gloss são de especial preocupação, porque quando eles não são  apagados em tecido ou deixados como marcas de beijo, eles são ingeridos ou absorvidos, pouco a pouco, pelo indivíduo que os usam", explica um comunicado de imprensa da UCB sobre o estudo. "Usando doses diárias aceitáveis derivadas deste estudo, a média de utilização de alguns batons e brilhos labiais resultaria em excessiva exposição ao cromo, uma substância cancerígena relacionada a úlceras de estômago."

Os produtos de beleza mais convencionais contêm uma multiplicidade de toxinas em níveis que variam

Dos 32 produtos testados, os investigadores descobriram que 24 deles, ou 75 por cento, também continham chumbo, que é conhecido por causar danos no cérebro, células e DNA. Uma vez que nenhum nível de exposição ao chumbo é considerado seguro para as crianças, esta descoberta é particularmente preocupante, pois muitas meninas mais jovens estão usando batom cada vez mais cedo.

"Eu acredito que a FDA (Food and Drug Administration) deve prestar atenção a isso", diz Sa Liu, autor do estudo e pesquisador em ciências da saúde ambiental na UCB. "Nosso estudo era pequeno, usando produtos para os lábios, que tinham sido identificados por jovens mulheres asiáticas em Oakland, Califórnia. Mas, os batons e brilhos labiais em nosso estudo são marcas comuns disponíveis nas lojas em toda parte. Baseado em nossas descobertas, a maior e mais completas pesquisa de produtos para os lábios - e cosméticos em geral - é garantido".

O FDA, na verdade, conduziu sua própria investigação no final de 2011 sobre chumbo no batom e descobriu que todas as amostras coletadas entre 400 produtos continham chumbo. Um número chocante de 380, ou 95 por cento, das amostras testadas continham níveis de chumbo em mais do que 0,1 partes por milhão (ppm), o que é mais elevado do que o nível máximo permitido em barras de chocolate. Mas na forma típica da FDA, a agência largamente descontou as suas próprias conclusões, declarando que, no momento, os níveis de chumbo são "muito baixos e [que] não apresentam problemas de segurança."

"Alguns dos metais tóxicos estão ocorrendo em níveis que poderiam ter um efeito a longo prazo", diz o professor da UCB, S. Katharine Hammond, que ajudou a liderar o novo estudo. "São os níveis que importam."

Fonte: Natural News

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...