19 de junho de 2013

Cada vez mais países abandonam os alimentos geneticamente modificados



Mais dois países tomaram uma posição corajosa contra os organismos geneticamente modificados (OGM), de acordo com novos relatórios. A Venezuela está em processo de elaboração de legislação para barrar as sementes transgênicas e cultivos de entrar no país, enquanto a gigante de biotecnologia Monsanto foi completamente retirado de todos os seus esforços de negócios da nação europeia da Dinamarca, onde as empresas de alimentos e o público em geral têm rejeitado completamente os OGM.

Outros países ainda aceitam os OGM, o que inclui o Brasil, EUA e o Canadá. Além do fato de que os OGM serem de propriedade de um pequeno grupo de empresas multinacionais com controle completo sobre o seu uso, os OGM nunca tiveram devidamente sua segurança testada. E praticamente todos os estudos independentes, até agora realizados sobre eles revelaram incríveis perigos para o ambiente e para os humanos.

"Há uma série de estudos em todo o mundo, que afirmam que a saúde dos seres humanos e animais podem ser afetados quando consomem alimentos geneticamente modificados", acrescentou o Deputado Socialista Venezuelano Alfredo Urena durante uma entrevista. "Esta é uma Lei de Sementes, que é anti-OGM, porque não é só a Venezuela, mas o mundo inteiro que está dizendo que não podemos continuar a apoiar os OGM, não apenas para o uso de alimentos e consumo, mas por sua tecnologia que faz uso de fertilizantes e agro-químicos."

Fonte: Natural News

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...