24 de julho de 2013

Estudo inovador revela que extrato de cúrcuma é superior à Prozac para depressão



Um novo estudo publicado na revista Phytotherapy Research confirmou pela primeira vez em um ensaio clínico randomizado e controlado que o polifenol primário no cúrcuma conhecido como curcumina é seguro e eficaz no tratamento de estados graves de depressão.

A pesquisa foi realizada no Departamento de Farmacologia, Government Medical College, Bhavnagar, Gujarat, Índia e envolveu pacientes diagnosticados com transtorno depressivo maior (MDD). O objetivo do estudo foi comparar a eficácia e a segurança da curcumina com a fluoxetina (Prozac) em 60 pacientes diagnosticados com transtorno depressivo maior. Os indivíduos foram randomizados para receber um tratamento de seis semanas com fluoxetina (20 mg) e curcumina (1.000 mg), individualmente ou sua combinação.

Os resultados foram relatados como se segue:
Observou-se que a curcumina foi bem tolerada por todos os pacientes. A proporção de indivíduos que responderam como medida pela escala de HAM-D17 foi maior no grupo combinado (77,8%) do que no grupo de fluoxetina [Prozac] (64,7%) e o grupo de curcumina (62,5%), no entanto, estes dados não foram estatisticamente significativos (P = 0,58). Curiosamente, a alteração média na pontuação HAM-D17 ao fim de seis semanas, foi comparável em todos os três grupos (P = 0,77). Este estudo fornece primeira evidência clínica de que a curcumina pode ser usada como uma modalidade eficaz e segura para o tratamento de pacientes com TDM sem ideação suicida concomitante ou outros transtornos psicóticos.
A curcumina, é claro, é extremamente segura, com um estudo fase 1 de segurança de 2010 constatando que doses orais tão elevadas quanto 8 gramas por dia foram bem toleradas. A fluoxetina, por outro lado, é altamente controversa, devido à sua bem conhecida toxicidade, e sua longa lista de efeitos colaterais, que incluem a ideação suicida (não é um efeito colateral bom para alguém já deprimido!).

Há também uma ampla gama de benefícios secundários adicionais que vêm com o uso de curcumina, incluindo suas poderosas propriedades neuroprotetoras.

Fonte: Green Med Info

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...