15 de março de 2015

As 5 maiores mentiras sobre vacinação



Por toda a mídia, as vacinas são consideradas como a única maneira segura e eficaz de evitar surtos de doenças. Mas o ímpeto por trás dessa vacinação forçada em massa é uma série de mentiras elaboradas que estão sendo repetidas cada vez mais para convencer o maior número possível de pessoas que não há nenhuma razão legítima para não serem vacinadas.

1) O mercúrio não está nas vacinas. 

Vacinas multi-dose como da GlaxoSmithKline FluLaval, Fluzone da Sanofi Pasteur, Afluria de bioCSL e Novartis Fluvirin, todas ainda contém timerosal, que os Centros de Controle e Prevenção de Doenças abertamente admitem que ainda é adicionado às vacinas "para proteger contra uma possível contaminação do frasco quando for aberta."

2) A imunidade de grupo é necessária para vacinas funcionarem.

Não importa o que as autoridades de saúde afirmam sobre a chamada "imunidade de grupo", não há a menor evidência crível mostrando que isso seja real. Quando foi descrita pela primeira vez, a imunidade de grupo se referia apenas àqueles que contraíram infecções naturalmente.

Como apontado recentemente, têm ocorrido repetidos incidentes de surtos de doenças infecciosas em populações que são 94% ou mais vacinadas, que é o limiar oficial para a suposta ativação da imunidade de grupo.

3) As vacinas são geralmente seguras. 

Esta é uma mentira enorme, e tem sido refutada várias vezes, tanto pela ciência (os pacotes de vacina abertamente admitem que as vacinas causam uma série de condições de saúde mortais) quanto denunciantes como o Dr. William Thompson do CDC, que confessou no ano passado a sua agência falsificava dados, os quais se apresentados honestamente, claramente ligavam a vacina tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) com o autismo.

4) As vacinas são a única maneira de melhorar a imunidade. 

Você pensaria que, baseando-se em como a mídia fala sobre a saúde humana, que a única maneira de ficar livre das doenças é injetando em si mesmo agulhas contendo tecido fetal humano abortado e produtos químicos tóxicos. Mas nada poderia estar mais longe da verdade, pois o sistema imunológico prospera quando acompanhadas por forte nutrição, sono reparador e vários outros hábitos de vida saudáveis.

A Escola de Medicina de Harvard tem muito a dizer sobre isso, oferecendo uma estrutura básica de como construir a imunidade forte naturalmente. E dentro dessas diretrizes, a escola também adverte que o bezerro de ouro das vacinas é falho, já que, por vezes, elas inibem uma resposta adequada do sistema imunológico à infecção.

5) As vacinas são altamente eficazes.

Elas na verdade não são, e a ciência comprova isso. Um estudo publicado na revista The Lancet descobriu que vacinas contra a gripe são uma piada total, o que confere proteção em apenas cerca de 1 em cada 100 adultos que recebem a agulhada. Mais recentemente, o CDC confessou que a vacina contra a gripe deste ano não funciona.

E, novamente, em que se refere a vacina MMR, dois cientistas da Merck & Co. revelaram em uma apresentação de um Ato de Afirmações Falsas (False Claim Act) que a vacina não é 95% eficaz como afirmado, e que na verdade promove surtos de caxumba e sarampo.


Fonte: Natural News

4 comentários:

Anônimo disse...

Por favor entre em contato comigo, a vacina Rotavirus esta deixando nossos bebes doentes. minha fi.ha foi 1 dessses casos. m.souza11@yahoo.com.br

ágata disse...

Meu filho tomou uma vacina recente de paralisia infantil e agora precisa tomar novamente. Uma não foi suficiente? Elas precisam tomar de novo porque apareceram alguns casos recente de paralisia infantil. Mas então algumas da vacinas programadas pelo menos pode ser uma farsa. Por que aquelas q os bebês tomam em várias doses tem q ser tão dolorosas? Em pleno século XXI, poderiam modificar isso, muitas entram em convulsão, abaixam a imunidade e adquirem febre crônica. O meu ficou um dia inteiro chorando de dor e febre, até eu aprender controlar isso. As vacinas até podem ser para o bem, mas não acredito q todas precisem disso.

Murilo Vieira da Costa disse...

Em pleno século xxi e ainda existem pessoas que são contrárias a vacina. A humanidade é muito burra mesmo.

Èric disse...

Murilo, burrice é acreditar em algo só porque todos acreditam, sem pesquisar a fundo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...